Ir para o conteúdo

Melhorando o atendimento aos pacientes

Educação baseada em simulação

A segurança do paciente é uma questão de saúde mundial.

Estima-se que erros médicos resultem em aproximadamente 1,2 milhões de mortes todos os anos no mundo. A Organização Mundial da Saúde publicou um relatório que sugere que os danos causados por cuidados médicos têm um peso substancial em termos de morbidade e mortalidade em todo o mundo.

1 em 10 Pacientes

sofreram lesões enquanto recebiam cuidados médicos

43 Milhões

incidentes anuais de segurança de paciente

$42 Bilhões

custo anual devido a erros médicos

Oportunidade de praticar

Um dos maiores desafios para melhorar a segurança do paciente é a oportunidade de praticar. As vagas de emprego clínico, principalmente na área de formação em enfermagem, estão ficando cada vez mais limitadas à medida que a demanda por profissionais da área de saúde aumenta devido ao envelhecimento da população.

Não apenas a oportunidade de praticar é essencial, como a capacidade de praticar com segurança sem pôr os pacientes em risco. Com o treinamento baseado em simulação, alunos, médicos, enfermeiros e outros profissionais da área de saúde podem integrar a aprendizagem cognitiva à prática de habilidades, sem risco para os pacientes.

A redução de erros médicos e o aprimoramento da segurança dos pacientes são elementos fundamentais dos cuidados com os pacientes, mas não são os únicos. A prestação dos cuidados ideais aos pacientes também inclui detectar ameaças latentes à segurança, facilitar o trabalho e a comunicação em equipe e garantir que a competência profissional, além de mantida, também seja aprimorada.

Formação baseada em simulação

A metodologia de formação baseada em simulação ganhou amplo reconhecimento dentro da área de saúde como uma poderosa ferramenta para reforçar o conhecimento clínico, aprimorar a comunicação entre a equipe e ensinar habilidades de tomada de decisões. A simulação é uma metodologia educacional, não uma tecnologia.A simulação pode ser usada não só para ensinar habilidades clínicas, como o trabalho em equipe e a comunicação. Além disso, pode ser usada para padronizar o treinamento, atender a diretrizes baseadas em evidências e cumprir objetivos específicos. Há uma mudança na mentalidade de o que a simulação pode fazer para como a simulação pode ser usada para melhorar os cuidados aos pacientes.

10 práticas recomendadas em simulação

Como a Laerdal pode ajudar

Com mais de 65 anos de experiência no setor de simulação, temos um longo histórico de trabalho com grandes especialistas e organizações de defesa da área de saúde do mundo todo. Nós inovamos constantemente não apenas os nossos produtos e serviços, como a forma de melhor implementá-los para ajudar no sucesso dos nossos clientes. Como nós aprendemos com os melhores, você também pode. Nossa grande base global de clientes nos permite coletar feedback para modificar e melhorar nossas soluções e, assim, atender às necessidades dos clientes reais. Aprendemos que a simulação não se limita à tecnologia; a simulação diz respeito a técnicas que incluem habilidades e também insights sobre comunicação, trabalho em equipe e liderança.

Para mais informações

Qual é o seu meio de contato preferencial?
<p>We will handle your personal contact details with care as outlined in <a href="/br/support/customer-service/privacy-policy/" target="_blank">Laerdal's Privacy Policy</a>.</p>

We will handle your personal contact details with care as outlined in Laerdal's Privacy Policy.

Welcome back

Your session timed out whilst you were away. Do you want to continue signed in?

Continue Sign Out